LAREIRAS INTERNAS E EXTERNAS

Daqui o frio passa longe

Ter uma lareira em casa é um grande privilegio. E quem possui sabe que ela faz toda a diferença nos dias frios

Chegou o mês de junho e com ele o friozinho. E nada mais aconchegante para aquecer os ambientes nessa época do que nossas velhas conhecidas lareiras internas.

Mas, cada vez mais, elas vêm ganhando uma forte concorrente externa, as Fire Pits, que em uma tradução livre significa um buraco no chão para se fazer uma fogueira. Ou seja, são como lounges externos com lareira ou fogueira. As lareiras externas se tornaram as atuais queridinhas do inverno por serem uma opção fácil e darem ao um espaço um ar diferente e ao mesmo tempo charmoso.

“As fire pits são muito usadas em países de clima frio para proporcionar o uso de ambientes externos durante a temporada de inverno. No Brasil, ganham cada vez mais fãs”, explica a arquiteta Patricia Abreu.

Para aqueles pensam em possuir esse item super aconchegante, independente de ser uma lareira externa ou uma lareira interna, o ideal é conhecer bem os sistemas de aquecimento de cada uma.

lareira a lenha

As lareiras a lenha de alvenaria são as mais charmosas e criam uma atmosférica romântica. Mas a arquiteta explica que elas têm sido cada vez menos usadas devido ao excesso de fumaça e baixa eficiência, desperdiçando grande parte do calor produzido pela queima da lenha. “Esse é o principal diferencial entre um modelo tradicional e os de alto desempenho. Os últimos desperdiçam muito menos calor”, diz.

lareiras elétricas

Além dos modelos a lenha, é possível encontrar ainda modelos de lareiras elétricas com potência limitada a 1500w e artificialidade das chamas azuladas. É importante lembrar que essas lareiras são de fácil acionamento. A arquiteta ainda ressalta que para ‘acender o fogo’, basta apertar um botão do controle remoto, sem sequer sair do sofá. “A praticidade é um ponto importante nesses modelos, pois não requer limpeza interna e as ‘chamas’ também pode ser controladas via controle remoto”, diz.

lareiras a gás

“Para a instalação da lareira a gás será necessário que haja um ponto de botijão ou de gás encanado”, alerta a arquiteta. Para maior segurança, o tubo condutor do gás deve ser de cobre. Nesse modelo é recomendado o uso de chaminé, devido a emissão de gases tóxicos durante a combustão. Alguns especialistas também a consideram deficientes, pois perdem até 85% do calor gerado.

lareiras a álcool

Também conhecidas como lareiras ecológicas, as lareiras a álcool são compostas de um reservatório de combustível e não soltam cheiro, nem fumaça como as tradicionais. “Elas são consideradas lareiras seguras e práticas por não emitirem gases tóxicos e também não produzem fuligem. Além disso, podem ser móveis e tem alta eficiência energética, completa Patricia.

Com as constantes inovações do mercado, as lareiras ganharam tecnologias que tornaram a produção de calor mais eficiente, mais segura e mais ecológica.

Para deixar seu inverno mais gostoso, certamente as lareiras são uma excelente opção. Interna ou externa, não importa. Elas agregam beleza, aconchego e sofisticação a qualquer ambiente. A arquiteta ressalta que com a atmosfera acolhedora criada pelo calor gerado, esse pode se tornar o ponto focal da casa durante o inverno e ser o lugar ideal para se tomar um vinho, fazer um fondue, ler um livro ou namorar. “Com a lareira certa, você terá uma casa com muito mais conforto térmico, proporcionando ambientes quentinhos até nos dias mais frios”, finalizou.

Rolar para cima