Elegância e exclusividade

O Ateliê Barro com Alma tem lindas peças de cerâmica, feitas pelas mãos da artista e designer Marli di Paula

Em 1760, na Alemanha, a indústria criou um esmalte para cobrir utensílios. O revestimento não deixava gosto metálico e não deixava passar ferrugem para os alimentos. Além disso era seguro, barato e fácil de limpar. No Brasil essas peças eram importadas, principalmente da Inglaterra. Aqui, a maioria das fábricas são da década de 1970.

O Ateliê Barro Com Alma, inspirado por essas peças, criou uma linha com visual semelhante aos utensílios esmaltados. “Certa vez, tomando bebida quente em uma caneca de ágata, dessas que muitos trazem na memória, queimei os lábios e decidi transformar em cerâmica aquela caneca tão querida”, conta a artista e designer Marli di Paula.

Fotos: Divulgação

Os utensílios e adornos são queimados a temperaturas que variam de 900° a 1240°. Com o uso de esmaltes vidrados eles ganham cores lindas. Além disso, podem ir ao micro-ondas.

“Em busca de um novo caminho, tive o privilégio de encontrar o barro, um dos elementos da natureza do qual somos parte. A descoberta do encontro dos elementos da natureza – a terra, a água, o fogo e o ar – resultam uma encantadora surpresa, um encontro com a Alma e com o autoconhecimento. Para mim foi como entender mais sobre o tempo de cada coisa”, lembra Marli.

Fotos: Divulgação
Rolar para cima