HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NA APLICAÇÃO DE SISTEMA CONSTRUTIVO INDUSTRIALIZADO

TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO II 

FACULDADE PITÁGORAS – Unidade Raja Gabáglia (Belo Horizonte – MG)

ALUNO: Leonardo Felipe Almeida Ribeiro     
CURSO: Arquitetura e Urbanismo
PERÍODO: 10° período
ORIENTADOR: Alice Calhau Guimarães

INTRODUÇÃO

Em busca de, através da arquitetura, contribuir com a solução do problema habitacional no Brasil, principalmente em grandes centros; o foco central do projeto é de desenvolver habitações multifamiliares em larga escala e em curto período de tempo, causando o menor impacto ambiental possível, para a presente e futuras gerações.

DADOS E LOCALIZAÇÃO

Localizada no Bairro Castelo – Belo Horizonte/MG, a habitação conta com 150 unidades habitacionais e 9 tipologias de apartamentos diferentes, além de 3 unidades comerciais, distribuídas em um total de 14.162m² de área bruta construída.

Utilizando um coeficiente de aproveitamento de 2.7 da área de 5.248m², o terreno faz parte do zoneamento de Área de Especial Interesse Social (AEIS1) e faz fachada com as ruas Castelo de Crato, Castelo da Beira e Castelo Setúbal, das quais as duas últimas estão inseridas em uma Centralidade Local.

O PROJETO

Uma Habitação de Interesse Social que se adequa a diferentes estilos, respeitando as individualidades dos moradores e possibilitando-os escolher e formar a arquitetura de sua moradia, utilizando um sistema construtivo que permite a versatilidade, racionalização e a rápida execução aliada a boa relação com o meio ambiente. 

A inclinação natural do terreno foi um dos elementos que mais influenciariam na tipologia escolhida para o projeto. O adensamento das habitações acompanham as curvas de nível do terreno, gerando uma relação orgânica da edificação com o terreno e seu entorno.

NÍVEIS E ACESSOS

Através da organização das suas curvas de nível, foi proposto o redesenho da topografia em platôs separados por taludes, deixando a utilização de contenções apenas em áreas que realmente precisam de tais intervenções.

As habitações são dispersas pelos planos e conectadas entre si através de rampas e escadarias que vencem as diferenças de níveis e que entram em harmonia com a morfologia dos taludes que foram gerados.

SISTEMA CONSTRUTIVO

Buscando a racionalização do sistema construtivo, o projeto é proposto com um sistema construtivo industrializado.

O sistema estrutural utiliza perfis metálicos usinados e lajes steel deck com fechamentos em painéis pré-moldados, visando um adequado desempenho ambiental e flexibilidade para se adequar a diferentes estilos.

O esqueleto metálico pode conter diferentes organizações tipológicas, possibilitando replicar e customizar os blocos, conforme a situação local, proporcionando situações de cheios e vazios, varandas, que alternam componentes de brises, painéis de vidro e guarda-corpos, formando um mosaico na paisagem.

Rolar para cima