P.S Galeria anuncia retomada de atividades com exposição “Fusão”

Localizada na capital mineira, a galeria decide reabrir ao público apresentando uma série de obras dos artistas Marcus Paschoalin e Rodrigo Tonani. A exposição marca a retomada das atividades em função do fechamento dos espaços culturais ocasiado pela pandemia do Covid-19. Os visitantes terão a oportunidade de conferir duas linhas artísticas distintas

Os espaços culturais foram certamente os mais prejudicados com isolamento social. Milhares de museus, teatros e galerias de arte permaneceram fechados em todo o mundo a fim de evitar a propagação do vírus. Com os resultados positivos dessa primeira fase, algumas cidades puderam flexibilizar e a retomada vem acontecendo de forma gradativa. Em Belo Horizonte, a P.S Galeria foi a primeira a anunciar uma exposição. “Sentimos que as pessoas estavam muito saudosas de poder sair de casa, apreciar algo presencial”, destaca a galerista Patrícia Salvador.

Um dos facilitadores da reabertura da galeria foi certamente o projeto arquitetônico do espaço, assinado por Eliane Pinheiro, que possibilita uma visitação fluida pelo grande vão, livre de paredes e divisões, permitindo um caminhar mais seguro, garantindo o distanciamento necessário tanto o público quanto para a equipe.

Jomar Bragança
Obras de Marcus Paschoalin

Inaugurada no último dia 07 de outubro, a exposição segue até 19 de dezembro e convida o público a entrar em contato com as obras de dois jovens artistas inquietos e muito instigantes: Marcus Paschoalin e Rodrigo Tonani.

A curadoria proposta pela P.S Galeria apresenta séries específicas e particulares dos dois artistas, que se destacam por linhas de trabalho completamente distintas. Enquanto Marcus Paschoalin brinca com os traços retos e foca na relação com a geometria, Tonani parte para um trabalho com linhas mais fluidas, transmitindo sensações e sentimentos que vão surgindo a partir do movimento orgânicos do pincel nas telas.  

Outro destaque de Paschoalin, é uma série com 60 telas em spray sobre papel produzidas em apenas 2 semanas durante uma imersão artística do criador pelo interior de Minas Gerais.

Marcus Paschoalin

As duas primeiras telas da série Preto e Branco, seguem o estilo Optical Art, na sequência as telas utilizam a técnica da spray sob a madeira

Já Rodrigo Tonani apresenta obras criadas a partir de um ímpeto pessoal e são carregadas de uma fluidez contagiante. Entre os destaques estão a série “Libestraum” que, inspirada no trabalho do compositor alemão Franz Liszt e a tela “Flores de Genebra”, concebida durante o período em que o artista viveu na Suíça e se inspirou numa situação real.

Pedro Duarte

Nas sequência o processo de criação de Rodrigo Tonani e a tela Flores de Genebra concebida durante o período que viveu em Genebra

P.S GALERIA – Exposição “Fusão”, de Marcus Paschoalin e Rodrigo Tonani

Período: Até 19 de dezembro

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 911 – Savassi – BH/MG

Funcionamento: Segunda a sexta, 10h às 19h; Sábados, 10h às 14h

Entrada franca

Rolar para cima