micro habitação modular

Trabalho de Conclusão de Curso

UNIVERSIDADE FUMEC (Belo Horizonte/MG)

ALUNO: Tarcísio Brum – tarcisioabss@hotmail.com       
CURSO: Arquitetura e Urbanismo
PERÍODO: 10° período
ORIENTADOR: Bruno Santa Cecília

TEMA

Em torno de todo o mundo, as cidades estão crescendo de forma exponencial e são raras as localidades que estão fisicamente preparadas para tal, fazendo com que o inchamento das cidades seja dado de forma orgânica e radial, gerando área periféricas distantes dos centros de interesse urbanos tradicionais.

As pessoas morando longe dos centros de interesse das cidades, são obrigadas diariamente a transitarem de forma imparcial por enormes trajetos, colocando mais veículos nas ruas e lotando mais os ônibus e metros num movimento pendular.

Os centros de interesse urbanos, predominantemente comerciais, se tornam zonas extremamente adensadas durante o dia e com um contraste de vitalidade ao cair da noite, fora do horário comercial. Fazendo com que as áreas de trabalho e moradia sofram este movimento demográfico de carácter pendular.

O PROJETO

O conceito de micro habitação se caracteriza por qualquer moradia, integral ou não em seu programa que abrigue pelo menos uma pessoa e que possua menos de 30 m². Indo um pouco além do conceito, há neste projeto o desenvolvimento de um micro habitação com módulos habitacionais começando com 11,2 m².

Uma solução para tal questão é oferecer uma opção de empreendimento misto que possa ser concebido de forma economicamente e espacialmente viável para que seja implantada nos centros de interesse urbano em ascensão como forma de consolidação das micro economias municipais destes centros e de revitalização de um espectro de vizinhança.

A estratégia do empreendimento é ser modular e replicante, se adaptando aos aspectos socioeconômicos, demográficos e populacional da zona escolhida. O que promove esta variabilidade é a construção em diferentes tipologias de módulos habitacionais, que terá sua distribuição (quantificação de quais e quantos de cada tipo de habitação a torre deverá receber para atender de forma mais eficiente aquela região) mensurada através de dados levantados. Consiste no leque de programa possível do empreendimento módulos comerciais empilháveis que podem e devem compor parte da paisagem horizontalizada do complexo, sendo de acesso aos transeuntes da via em questão.

ESTRUTURA

A estrutura consiste num núcleo rígido metálico reticulado que, num formato de gaiola, circunda um núcleo rígido central em concreto, que por sua vez, abriga a circulação vertical. Estrutura essa homogênea entre os edifícios e suas possíveis variações.

Os módulos (habitacionais e comerciais) por sua vez são de steelframe com placas cimentícias. As solução de instalações prediais é racionalizada em todos os módulos, de forma a se comunicar de forma direta e descomplicada com o sistema central de tubulações do edifício, que por sua vez corre por dentro da estrutura central. A lógica vertical da torre segue um pensamento de planejamento em seção, onde o elevador para a cada 2 andares, criando o que chamo de cluster habitacional, uma pequena vizinhança que além de contar com pelo menos uma varanda (módulo social) há visada para entre o nível base e o nível mezanino do cluster. Para manter a salubridade mesmo nos apartamentos mais reduzidos, todos os módulos habitacionais contam com uma dupla camada de vedação, sendo uma de brises, que regulam a incidência solar no interior do apartamento e uma segunda camada em vedação em uma enorme esquadria de vidro, que pode ser aberta por completo proporcionando uma ventilação mais confortável. Ambas camadas são separadas por uma pequena varanda.

ÁREA

O local escolhido para exemplificar a aplicabilidade do sistema construtivo e empreendimento foi o bairro Betânia, zona oeste de belo horizonte, num terreno que possui um baixo coeficiente de aproveitamento e alta taxa de permeabilidade requerida, construindo-se então um projeto com uma implantação em formato de uma grande praça que abriga não só a torre e os módulos comerciais mas como também espaço de descompressão urbano, um pulmão numa região que carecia de um espaço de permanência.

GALERIA DO PROJETO

IMAGENS RENDERIZADAS DO PROJETO

DIAGRAMAS DO PROJETO

PLANTAS DO CONJUNTO

PLANTAS DAS UNIDADES

Rolar para cima